quarta-feira, 26 de setembro de 2012

a volta - ezra pound


a volta

ah, ei-los que retornam; repara os hesitantes
         movimentos, os vagarosos pés,
         pertubação nos passos, inseguras
         oscilações!

ah, ei-los que retornam, um por um,
         temerosos, como se maldespertos;
         como se indecisa a neve
         murmurasse no vento e quase
         emendasse o caminho;
Eram estes
           'alados-de-Horror'
           invioláveis.

deuses de alparca alada!
com eles os mastins de prata,
         farejando o rastro de ar!

isca! isca!
          eram estes os célebres na pista;
os de faro afiado; estes
eram almas de sangue.

vagarosos no ajoujo,
          ajoujadores pálidos!


(tradução de Mário Faustino)

Nenhum comentário:

Postar um comentário