sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Cadê a bola?


Até achei interessante o seu sorriso meia-boca e o seu andar cambaleante. Seu cabelo a crescer vertical e a tiara a cobrir os chifres. Ah, como eu achei interessante todas aquelas mentiras. E agora, com você impregnado nas minhas paredes, emparedado, defunto, zumbi. Você vagueia inevitavelmente pela minha alma, corroendo, eu, todo meu ânimo. Eu, coitada, sofrendo português, a canção do amigo. Marte que atirou a mim uma armadilha, me laçou demoniacamente. Até achei interessante: o seu jeito de me deixar!





!

Nenhum comentário:

Postar um comentário