segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Último post (filosófico) do ano. Esperando 2010


“A minha vida está toda atrás de mim. Vejo-a inteira, vejo-lhe a forma e os lentos movimentos que me trouxeram até aqui. Pouco há de dizer dela: é uma partida perdida, eis tudo. Há três anos que entrei em Bouville, solenemente. Tinha perdido o primeiro jogo. Quis jogar o segundo, e perdi também: perdi a partida. Ao mesmo tempo, aprendi que se perde sempre. Só os safados é que julgam ganhar. Agora vou fazer como Anny, vou sobreviver. Comer, dormir. Dormir, comer. Existir lentamente, suavemente, como aquelas árvores, como uma poça de água, como o assento vermelho do elétrico.” (p. 196)

A Náusea - J-P Sartre



Nenhum comentário:

Postar um comentário